Kanye West anunciou neste sábado (4) que quer concorrer à presidência dos Estados Unidos neste ano. O cantor, no entanto, já perdeu o prazo para se inscrever como candidato em pelo menos seis estados.

De acordo com o site Ballotpedia, especializado nas eleições americanas, West não poderá disputar as eleições como candidato independente nos estados de Nova York, Texas, Carolina do Norte, Maine, Novo México e Indiana. Apesar disso, ele ainda pode concorrer nos outros 44 estados, mas  data-limite para inscrições está chegando em alguns deles, como Carolina do Sul, Flórida, Missouri, Colorado e Michigan.

Mesmo nos estados onde perdeu a data para se registrar como candidato, Kanye West ainda pode ser votado. Para isso, os eleitores devem escrever o nome do cantor na cédula de votação em vez de assinalar uma das opções (vale lembrar que o voto nos Estados Unidos ainda é feito por papel).

Essa modalidade, no entanto, não tem uma regulação específica e pode fazer com que o rapper não seja eleito mesmo vencendo as eleições. De acordo com uma matéria de 2016 do jornal The Washington Post, os estados costumam não contar os votos das pessoas que escrevem nas cédulas. Eles são computados como “outros”, ou seja, não vão para uma pessoa.

A eleição presidencial nos Estados Unidos está marcada para o dia 3 de novembro. Os principais candidatos são o atual presidente, Donald Trump, e o democrata Joe Biden.