SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Apesar de todo o sucesso da turnê “Nossa História”, Sandy e Junior reafirmaram que não tem a intenção de retomarem a dupla ou realizarem novos shows juntos. “Estamos ansiosos para voltar a focar nas nossas carreiras solo”, disse Junior, aos risos, em conversa com jornalistas na tarde desta quinta-feira (9).

Entre os últimos compromissos dos irmãos como dupla estão os lançamentos do documentário “Sandy e Junior: A História”, que estreia nesta sexta (10), no Globoplay, e do DVD do show gravado no Allianz Parque, em São Paulo, que estará disponível a partir do próximo dia 17.

Para Sandy, o reencontro deles e todo o projeto “foi lindo e emocionante”, mas é hora de cada um retomar às suas trajetórias. “Acho muito difícil que a gente faça isso de novo […]”. A cantora também afirmou que realizar a turnê ao lado do irmão confirmou como ela se sente realizada profissionalmente e também feliz pela sua carreira solo. “Estou muito pronta para voltar”.

A artista contou que a ideia era retomar ainda este ano, mas a pandemia do novo coronavírus atrasou essa proposta. “Está complicado, acho que só vou conseguir lançar um trabalho novo em 2021”, disse.

Junior afirmou que no início do projeto da turnê Sandy e Junior ainda achava que conseguiria conciliar os shows ao lado da irmã com os seus projetos. “Eu tinha essa ilusão, porque eu não podia imaginar o tamanho que seria essa turnê. É uma avalanche. Foi a coisa mais incrível que a gente fez na carreira, mas não sobrou tempo e energia para mais nada”, disse.

Para ele, ao retomar a dupla com a irmã, ele voltou a entrar em contato com o seu lado cantor, que estava menos em evidência nos últimos anos. Em seus projetos longe da Sandy, Junior costuma atuar mais como produtor e multi-instrumentista. “Foi muito gostoso voltar a esse lugar [de cantor]”, afirmou.

TURNÊ LUCRATIVA

De acordo com ranking feito pela Pollstar, publicação voltada ao mercado de shows, e divulgado pelo jornal The Washington Post, “Nossa História” foi a segunda turnê mais lucrativa de 2019. A liderança ficou com Elton John.

Os shows que marcaram o retorno da dupla tiveram início dia 12 de julho de 2019. Ao todo, os irmãos fizeram 18 apresentações, 16 em capitais brasileiras, uma em Portugal e outra nos Estados Unidos. A lista foi baseada na média bruta em bilheteria por cidade na qual a turnê passou e preço médio dos ingressos. Segundo o divulgado, a turnê rendeu US$ 2,260 milhões (R$ 11,9 milhões).