A banda Great White fez um show na Dakota do Norte, nos Estados Unidos, na quinta-feira (9), que foi contra todas as recomendações de especialistas para evitar a propagação do novo coronavírus. O público que acompanhou o concerto estava aglomerado e sem máscaras. Vídeos mostram os fãs lado a lado, sem se preocupar com as medidas de segurança, e colados ao palco.

O grupo foi muito criticado na imprensa americana e nas redes sociais pelo show. Em nota oficial, os músicos explicaram que não podiam obrigar o público a usar máscaras. “Nós entendemos que algumas pessoas não gostaram do fato de termos feito esse show em um momento difícil como esse. Mas garantimos que trabalhamos com a empresa promotora. O governo da Dakota do Norte recomenda o uso de máscaras, mas não podemos obrigar as pessoas a fazer isso”, diz o texto. Eles ainda disseram que a produção garantiu a segurança de todos e apenas cumpriram o contrato.

Veja abaixo um vídeo do show:

Esta não é a primeira vez que o grupo Great White se envolve em situações polêmicas. Em 2003, eles provocaram um incêndio em uma boate em Rhode Island, também nos Estados Unidos. As chamas começaram por causa de um artefato pirotécnico disparado pelo grupo. A tragédia matou 100 pessoas, incluindo o guitarrista Ty Longley. Outras 200 ficaram feridas.