SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O zoológico mostrado na famosa série documental da Netflix “Tiger King” está sendo investigado pela polícia após suspeitas de terem sido encontrados restos humanos no poço dos jacarés.

A descoberta foi feita após Zak Bagans, que apresenta a série “Ghost Adventures”, ir ao lugar – que hoje pertence a Jeff Lowe, ex-parceiro de Joe Exotic, 57 – na última quinta-feira (9) com dois cães farejadores.

Segundo o TMZ, a polícia local está discutindo uma maneira de determinar se a informação é verdadeira e, se realmente houver restos mortais ali, como retirá-los com segurança.

Fontes afirmaram à publicação que Joe teria dito que há cinzas de quatro pessoas enterradas na propriedade. Eles não souberam dizer quem seriam essas pessoas, que, nas palavras deles, escolheram fazer do zoológico seu local de descanso final.

O documentário de sete episódios, tem sido um dos programas mais vistos na história da Netflix. A plataforma de streaming anunciou no final de abril que em um mês 64 milhões de assinantes viram toda ou partes da minissérie. Joe Exotic fez um pedido oficial de desculpas ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no início de maio.

O protagonista do documentário Tiger King na Netflix, assinou um acordo de seis meses com a marca de roupas Odaingerous no fim de abril. Ainda segundo o TMZ, a linha de moda assinada por Joe teve as peças esgotadas em poucas horas, no pré-lançamento, em maio, arrecadando mais de US$ 20 mil (cerca de R$ 115 mil) em vendas online.