SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O cantor John Legend, 41, resolveu falar sobre seu passado com a esposa Chrissy Teigen, 34, em sua mais recente entrevista ao podcast Armchair Expert, apresentado por Dax Shephard e Monica Padman.

Casados há sete anos, o músico afirmou que quando conheceu a modelo, em meados de 2006, estava comprometido em outro relacionamento. “Nós dois estávamos saindo com outras pessoas na época. Havia um pouco de folga no começo, mas nos apaixonamos pouco depois disso”, contou Legend, que hoje tem dois filhos com Teigen; Luna, 4, e Miles, 2.Legend disse que ao se relacionar com a amada, percebeu que não queria mais viver sua turbulenta vida de solteiro. Não demorou muito para que os dois noivassem, em 2011.

“Em determinado momento, eu apenas decidi que essa pessoa era a Chrissy. Decidi que não iria mais mexer com mais ninguém.”Desde novo apaixonado por música, quando se apresentava na igreja, John Legend explicou que sua vocação o ajudou a ser uma pessoa melhor e entender o verdadeiro significado dos relacionamentos.

“Eu era mais jovem do que todo mundo no ensino médio e na faculdade, e por isso não conseguia ficar com muitas garotas. Quando comecei a chamar essa atenção, adorei”, explicou.A voz de “All of Me” admitiu ter sido desonesto e egoísta em algumas relações. “A certa altura, você simplesmente percebe que está mais feliz por ser honesto. Você é mais feliz sendo fiel e apaixonado por uma pessoa.”

Apesar da seriedade, para descontrair Legend brincou que não trairia a esposa por um motivo um tanto quanto peculiar: seus seguidores. “Ela tem 12 milhões de seguidores no Twitter. Se eu fizesse alguma coisa, seria suicídio na carreira, seria terrível”, brincou.

A entrevista de uma hora e meia rendeu outros papos com o cantor, que também falou sobre o seu novo trabalho, o álbum “Bigger Love” e os preconceitos que sofreu na escola por ser um jovem negro.Recentemente o músico norte-americano participou do programa Conversa com Bial (Globo), onde também discutiu sobre o tema.

“Nós pensamos no que está acontecendo no mundo e nos Estados Unidos. As pessoas estão protestando nas ruas e temos visto muitas imagens de luto”, contou Legend, que resolveu falar sobre compaixão, amor e alegria em seu novo CD.