SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A atriz Carla Diaz, 29, afirmou em suas redes sociais que descobriu um nódulo na tireoide. A informação foi compartilhada através de stories publicados na noite desta quinta-feira (16).

Segundo ela, ainda não se sabe se o nódulo é maligno ou benigno. “Ainda vou ter que fazer exames, vou ter que fazer biópsia. Mas vai passar. Eu sei que vai passar”, afirmou a atriz, que não segurou as lágrimas e acabou chorando durante a gravação.

Diaz ainda disse que jamais imaginaria descobrir uma doença “do nada” em meio a pandemia do novo coronavírus. “Desculpa gente mas eu estou emotiva”, completou, enquanto tentava segurar as lágrimas.

Apesar da dificuldade, Carla Diaz disse que está tentando pensar positivo. A atriz também agradeceu o carinho dos fãs que decidiram homenageá-la. “Fizeram uma montagem com a música que cantei com Beni Falcone, ‘Voa’. Esse momento foi muito importante para mim. Mesmo sem vocês saberem de nada”, afirmou.

A parceria dos artistas em “Voa” foi lançada no último dia 28 de junho, data em que é comemorado o Dia do Orgulha e Resistência LGBTQ+. Eles também gravaram um clipe à distância em virtude do isolamento social.

Carla Diaz surgiu para a fama com um comercial da Caixa Econômica ao lado da campeã do basquete Hortência. Fez “Éramos Seis”, no SBT, ainda com 4 anos, e a versão brasileira de “Chiquititas”, pela mesma emissora. Na Globo, fez “Laços de Família” (2000), “A Casa das Sete Mulheres” (2003), “A Força do Querer” (2017) e “Espelho da Vida” (2018). Mas o grande hit mesmo veio em “O Clone” (2001), com uma interjeição árabe que teria gerado muitos memes, se na época houvesse rede social.