Um grande incêndio na catedral de Nantes, no oeste da França, quebrou as vidraças e destruiu o órgão da igreja, no sábado (18). A construção é do século 15. O promotor Pierre Sennes disse à imprensa que três incêndios começaram no local e que as autoridades estavam tratando o incidente como um ato criminoso. Ele não deu mais detalhes sobre o assunto. Dezenas de bombeiros controlaram o fogo depois de várias horas. Fumaça continuava saindo da estrutura gótica depois que as intensas chamas atingiram seu interior.

O incêndio ocorre pouco mais de um ano depois de a catedral de Notre Dame, em Paris, ter seu teto e torre principal destruídos. O fogo de Nantes começou atrás do órgão, que ficou completamente destruído. As vidraças de cores, na parte da frente da catedral, também estouraram. Os danos, no entanto, não foram tão graves como se temia inicialmente.

Esta não é a primeira vez que o fogo danifica a catedral. Ela foi parcialmente destruída durante a Segunda Guerra Mundial, em 1944, depois de bombardeios. Em 1972, outro incêndio destruiu completamente o teto. A catedral foi reconstruída 13 anos depois, com uma estrutura de concreto que substituiu o antigo teto de madeira.

*Com Agência Brasil