A pandemia da Covid-19 e adoção do isolamento social levou muitas profissões a se reinventarem. Nesse sentido, os fotógrafos encontraram um jeito de trabalhar respeitando a quarentena com a criação de ensaios remotos, que estão elevando a autoestima dos clientes. A securitária Nathalia Rodrigues, que cumpre o isolamento em casa desde março, se sentia sem um pingo de autoestima. “Na rede social todo mundo é lindo, na rede social todo mundo está bem e você pensa: será que só eu estou dentro de casa me sentindo feia, me sentindo diferente?”

Quem chegou com uma ideia para levantar o ânimo de Nathalia foi a amiga dela, a fotógrafa Michele Manoel, que propôs algo que virou moda na quarentena. Arrumar os móveis, colocar uma roupa, montar um tripé e fazer um ensaio fotográfico em casa. “Eu faço a videochamada com o cliente, ele me mostra o lugar da casa em que ele pensa em fazer a imagem, pode ser um cômodo ou a casa inteira, o que importa é que tenha uma luz natural. Então eu vou orientando como colocar o celular e o cliente acaba se se tornando os meus olhos, meus braços e as minhas mãos.”

A qualidade das imagens, obviamente, não são iguais a de uma câmera profissional, por isso o preço do ensaio é bem mais baixo. Apesar das imagens passarem por um tratamento, como explica Michele, o objetivo da sessão é outro.”A gente acaba se apegando muito a qualidade, queremos sempre uma imagem primorosa com uma qualidade que só uma câmera pode nos dar. Mas eu comecei  enxergar esse outro lado da leveza, é um produto completamente diferente, ele não deve se comparar a uma foto de um ensaio presencial”, afirma.

Para Nathalia, o resultado foi bem positivo. “No final eu fiquei muito feliz, porque eu me maquiei, eu não fazia isso há quatro meses. Preparar o ensaio, escolher roupa já valeu, além de ter os cliques e saber que vou me achar bonita pela primeira vez em quatro meses”, diz a securitária. No mesmo sentido, a fotógrafa diz que a ideia é justamente esquecer o caos da pandemia por algumas horas e focar no autocuidado.

*Com informações do repórter Leonardo Martins