Com o registro de novos surtos da Covid-19 na Espanha, especialmente na Catalunha, autoridades passam a novamente restringir atividades sociais e a recomentar o uso de máscaras de proteção em locais públicos na maior parte do país. Segundo informações do Ministério da Saúde, na última sexta-feira (17) o país contabilizou 628 novas infecções em um único dia, o número mais elevado desde o final do estado de alarme, em 21 de junho.

Governantes regionais tentam impedir reuniões, concentrações e celebrações em massa, já que vários surtos se originam desse tipo de aglomeração. Para conter a elevação de casos, foi necessário também o fechamento do acesso às praias, que estão muito lotadas nesses dias quentes e no meio da alta temporada pelas férias do verão europeu. Na Catalunha as medidas já aplicadas para conter os surtos de Covid-19 na região metropolitana de Barcelona e em duas regiões da província de Girona foram estendidas para os outros dois municípios da comunidade.

As autoridades catalãs aconselham a não deixar as casas, exceto o “essencial” – a não ir para uma segunda residência; proibir reuniões de mais de dez pessoas, limitam a capacidade de bares e restaurantes a 50%; cinemas, teatros, boates e academias estão fechados. Estão proibidas as visitas a asilo e recomendam que os shopping centers controlem o acesso e adotem mais medidas de higiene.

*Com informações da EFE