SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Mario Junior, 20, que virou meme nas redes sociais após imitar galãs de comédias românticas no TikTok, passou por um constrangimento na última sexta-feira (17) ao ser criticado pelos humoristas do programa Pânico, da Jovem Pan. Internautas condenaram a atração e famosos saíram em defesa do jovem.

Algumas imagens postadas no Twitter mostram um dos momentos da entrevista, em que os humoristas do programa, comandado por Emilio Surita, aconselham Mario Junior a estudar e não ficar apenas no TikTok. O jovem também aparece na imagem, visivelmente constrangido.

“Não faço ideia de quem seja esse Mario do TikTok, mas isso que fizeram com ele não foi uma entrevista, foi um chamado à humilhação”, opinou um internauta. “Não entendo como podem chegar ao ponto de humilhar”, disse outro. “A carinha do Mario do TikTok… Deixa o menino fazer o conteúdo dele, não faz mal a ninguém”, disse mais um.

Alguns famosos também opinaram e criticaram a postura do programa. “Pânico é tipo assistir Banheira do Gugu em pleno 2020. Os caras nunca saíram da década de 90”, afirmou o influenciador Felipe Neto, 32. “E Mário, 10 anos atrás fizeram o mesmo comigo. Hoje, continuam fazendo exatamente a mesma coisa, já a sua história está aberta para ser escrita”, continuou.

Outro famoso que se manifestou sobre o programa foi o cantor Kevinho, 21. “Vi agora o vídeo do menino do TikTok sendo desprezado no Pânico, que ódio que eu estou. Um programa desse… pode ter certeza que nunca mais participo. Bando de otário. Desmerecer o trabalho de alguém para mim é inaceitável”, afirmou ele.

O youtuber Lucas Rangel, 23, também comentou a postura do programa e recordou que o chamavam de “youtuberzinho no BBB”. “O ano é 2020 e a galera ainda acha que criar conteúdo para internet é ‘bobeirinha para passar o tempo’. Ele era convidado e estava superenvergonhado. Péssimo.”

No Twitter, o próprio Mario Junior afirmou que se sentiu muito humilhado. “Tentar fazer o bem sem julgar e atrapalhar ninguém incomoda muita gente. O TikTok não é apenas um aplicativo, eu já ajudei bastante gente que precisou. Não desejo para ninguém o que eu passei nesse programa”, afirmou ele.Procurada, a Jovem Pan afirmou, por meio de sua assessoria, que não vai se pronunciar sobre o ocorrido.