Kanye West usou seu perfil do Twitter para anunciar o lançamento de seu novo álbum, Donda, para o próximo dia 24. Horas antes, o rapper havia postado uma série de tuítes desconexos que lhe renderam um lugar entre os assuntos mais comentados da rede social, entre os quais acusou sua esposa, Kim Kardashian de tentar interná-lo em uma clínica psiquiátrica, e afirmou que o filme Corra!, de Jordan Peele, tratava sobre sua vida. 

O “surto” começou na noite desta segunda-feira, 20, quando West postou uma mensagem à sogra, Kris Jenner, dizendo que não a queria perto de seus filhos. Ele também criticou a postura da matriarca das Kardashians durante um ensaio fotográfico de Kim para a revista Playboy. “Eu deposito minha vida em Deus para que a mãe da North nunca a fotografe enquanto ela posa para a Playboy”, escreveu o músico sobre sua primogênita com Kim Kardashian, North West.

O músico acusou a esposa e a sogra de estarem tentando interná-lo em uma clínica psiquiátrica contra sua vontade. “Se eu acabar preso como o Mandela vocês já sabem o porquê”, escreveu ele. Além de Nelson Mandela, West também comparou sua história a do filme Corra!, que trata sobre racismo. Minutos depois ele avisou que estava em sua chácara em Wyoming, e pediu que Kim e Kris o ligassem. 

Entre outras frases desconexas, West afirmou que sua família irá depender somente dele agora, não mais das emissoras E! e NBC, onde é exibido o reality show Keeping Up With The Kardashians, protagonizado pela família da esposa. Ele também postou o nome do rapper Drake, com quem teve divergências no passado, seguido de um interrogação.

Pouco tempo depois, no entanto, Kanye West apagou as publicações, deixando apenas uma foto dele com os filhos, afirmando que nenhum deles iria posar para a Playboy. Ele, então, postou que iria focar em sua música agora, e fez o anúncio do novo álbum. 

Segundo o site americano TMZ, o músico sofre de Transtorno Bipolar e estaria passando por uma crise da doença. No último domingo, Kanye participou de seu primeiro comício como candidato à presidência dos Estados Unidos, no qual mostrou sinais de instabilidade. Ele concorre ao cargo com Joe Biden, do Partido Democrata, e Donald Trump, que tenta reeleição pelo Partido Republicano. Segundo pesquisas eleitorais, o rapper tem 2% das intenções de voto.