Um líder indígena da considerada tribo mais tradicional do Rio de Janeiro morreu na terça-feira vítima da Covid-19. O cacique Domingos Venite comendava a Aldeia Sapukai, localizada em região de mata de Angra dos Reis. O líder da comunidade tinha 68 anos e estava internado desde 23 de junho no Centro de Referência para o tratamento do coronavírus em Angra dos Reis, que é a Santa Casa.

Outros indígenas da mesma aldeia já foram infectados pelo coronavírus desde o início da pandemia. Na tribo vivem, aproximadamente, 350 indígenas. A prefeitura de Angra decretou luto oficial de três dias pelo falecimento do cacique. O sepultamento de Domingos aconteceu na própria aldeia, mas a orientação da prefeitura era que não houvesse o ritual tradicional da tribo para evitar possíveis transmissões da doença.

O Estado do Rio de Janeiro registrou na terça-feira (21) 132 novas mortes pelo coronavírus e 4.107 casos. Ao todo, o estado soma 12.292 mortos e 145.121 registros.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga