O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (22) a conclusão da instalação de equipamentos de teleaudiência em 100% dos presídios. O sistema de videoconferência foi finalizado nas 176 unidades prisionais do Estado, que abrigam 218 mil detentos que cumprem pena. Além do uso para otimizar as audiências, que permitiu a liberação de 22 mil policiais dos presídios, a tecnologia vai permitir visitas virtuais aos presos durante o período da pandemia da Covid-19. A medida entra em prática ainda já no próximo fim de semana.

O governador João Doria lembrou que o sistema prisional de São Paulo é o maior do Brasil e da América Latina. No continente, perde apenas para os Estado Unidos. “Ao longo dos primeiros meses, a teleaudiência reduziu 64% a necessidade de escolta entre presídios e fóruns. Com isso, 22 mil policiais foram liberados para proteger as famílias nas ruas e patrimônios públicos e privados.”

O projeto que permite o encontro com o presidiário é chamado Visita Virtual e prevê que 27 mil familiares poderão ter contato com parentes de maneira segura, do ponto de vista sanitário e policial, e correta. Aos fins de semana, o projeto prevê alcançar 58 mil detentos. “Durante a pandemia as visitas estão suspensas. O uso virtual vai possibilitar o cumprimento do direito dos presos. A utilização da visita virtual não vai substituir a visita física de forma permanente, mas enquanto estivermos em pandemia.”