O governo do Japão aprovou o uso da dexametasona no tratamento de pacientes com coronavírus, após o medicamento mostrar eficácia em ensaio clínico realizado no Reino Unido. O remédio é usado no controle de outras doenças desde a década de 1960, como asma e alergias graves, e sua produção e distribuição é recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em casos de Covid-19

O estudo britânico apontou que dexametasona reduziu a morte por coronavírus em um terço dos pacientes em estado avançado da doença, já usando respirador. Em nota, o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão anunciou nesta quarta-feira, 22, que incluiu o medicamento em seu manual de diretrizes para o tratamento de pacientes com com coronavírus, e que seu uso do medicamento será coberto pelo seguro nacional de saúde. 

Em maio, o Japão passou a recomendar administração do antiviral remdesivir em pacientes da Covid-19. O país também está testando o uso favipiravir no tratamento da doença, mas ainda não obteve resultados conclusivos sobre a adoção do medicando, já aprovado em outros países, como Índia e Rússia.

*com Agência EFE