O Centro de Contingência da Covid-19 do Estado de São Paulo justificou que o aumento súbito do número de casos confirmados visto na última quarta-feira (22) aconteceu por instabilidades no sistema, o DataSUS, que coleta informações epidemiológicas dos 645 municípios. De segunda para terça, o Estado registrou 6.235 casos confirmados. De terça para quarta, o aumento foi de 16.777 exames positivos.

O secretário estadual de Saúde Jean Gorinchteyn afirmou que essa falha não quer dizer que os números estão incorretos. “Aquele número existe, não deixou de existir. Mas estamos falando que, em vez de ele aparecer diluído entre os dias 16 e 21, ele apareceu concentrado na quarta, hoje e provavelmente amanhã. Porém, ainda assim, os números estão dentro das projeções para a segunda quinzena de julho — que é entre 510 mil e 600 mil.”

De acordo com o coordenador do Centro de Contingência, Paulo Menezes, um dos sistemas de coleta de informações e repassa para o governo, o e-SUS, apresentou instabilidades a partir da quinta-feira (16) em todo o país e isso impossibilitou que as vigilâncias epidemiologias atualizassem os casos confirmados em tempo real. “Essa atualização não acontece em um dia só. Leva alguns dias e é feito continuamente. Ainda amanhã é possível ter números altos.”

O Estado de São Paulo tem nesta quinta-feira (23) 452.007 casos confirmados da Covid-19 — 12.561 a mais que o dia anterior. Os números de óbitos chegaram em 20.894, após de confirmação de 362 mortos nas últimas 24h. A taxa de ocupação de UTI está em 66,2% no Estado e em 63,7% na Grande São Paulo. Entre os internados, casos confirmados e suspeitos, 5.552 estão em UTI e 8.354 em enfermarias.