A Disney anunciou nesta quinta-feira, 23, muitas mudanças em seu calendário de estreias, devido a pandemia de coronavírus. Mulan, que chegaria aos cinemas em março deste ano e já foi adiada duas vezes, teve sua estreia suspensa, enquanto as sequências de Star Wars e Avatar foram empurradas de 2022 para 2023, respectivamente

“Nos últimos meses ficou claro que não podemos bater o martelo quanto ao lançamento de filmes durante a presente crise na saúde global. Hoje, isso significa pausar nossos planos de levar Mulan aos cinemas para pensar na melhor forma de entregar esse filme ao mundo”, disse um porta voz do Walt Disney Studios em nota, segundo o site Entertainment Weekly. O longa, bastante elogiado pela crítica internacional, foi adiado na semana seguinte a sua premiere nos Estados Unidos, e estava previsto para chegar ao Brasil em 20 de março de 2020, mas foi adiado para julho e depois agosto, causando um prejuízo milionário à produção. O filme The French Dispatch, assinado por Wes Anderson, previsto para outubro de 2020, também ficou sem data de estreia.

A mudança no lançamento da sequência de Avatar também afeta a programação das quatro outras produções do filão, previstas para serem lançadas a cada dois anos. Assim, os longas de James Cameron ficam marcadas para 2022, 2024, 2026 e 2028. O mesmo se aplica a trilogia de Star Wars, cuja nova agenda prevê filmes para dezembro de 2023, 2025 e 2027. O terror Antlers e drama histórico de Ridley Scott The Last Duel também tiveram suas estreia adiadas para fevereiro e outubro de 2021, respectivamente.

Já outras produções da Disney sofreram poucas mudanças em seu cronograma, como The Personal History of David Copperfield, adiado em duas semanas e com estreia marcada para 28 de agosto deste ano, e Morte no Nilo, inspirado pelo livro homônimo de Agatha Christie, também empurrado duas semanas para frente para 23 de outubro de 2020.