SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS0 – Em carreira solo desde 2015, Joelma, 46, tem encontrado seu ritmo de trabalho. A cantora, que começou sua carreira na Banda Calypso, revelou em nova entrevista que sofreu quando o grupo estava no auge de seu sucesso e tinha um ritmo intenso de shows.

“Acredito que toda dificuldade me ajudou a crescer e criar. Quando estivemos no auge, vieram muitos trabalhos e eu cheguei a fazer 11 shows por semana, o que acabou levando minha saúde pro buraco”, conta ela, em entrevista à Quem. Mas com tudo isso, nessa fase, eu também aprendi a me alimentar melhor, a cuidar mais do meu espiritual e foi onde encontrei todas as respostas que eu precisava pra tudo na vida. […] Tudo que eu aprendi de bom, levo para o resto da minha vida, pra sempre”.

A cantora ainda disse que pretende se casar novamente e não descarta ter mais filhos. Foi pouco antes de iniciar a banda Calypso que ela conheceu o guitarrista e ex-marido Ximbinha, 46 -os dois anunciaram a separação em agosto de 2016. Foram mais de 15 anos juntos, e o término ocorreu depois de relatos de uma relação muito abusiva, envolvendo agressões, traições e abusos psicológicos. Joelma tem hoje três filhos: Yasmin, Natália e Yago.

Recentemente, para celebrar seus 25 anos de carreira, Joelma gravou DVD especial no final de 2019, em Goiânia, com a expectativa de divulgá-lo em abril deste ano. Com o avanço da pandemia do novo coronavírus, porém, a cantora paraense teve que adiar o lançamento do projeto, que conta com a participação de Xand Avião, Lauana Prado e Ludmila Ferber.