O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, informou por meio das redes sociais nesta sexta-feira (24), que teve o número do celular clonado. O magistrado é responsável pelos casos da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro. Pelo Twitter, Bretas informou que houve tentativa de acesso aos aplicativos de mensagens do seu aparelho. “Na tarde de 22 deste mês fui alvo de clonagem da linha de telefone celular, com tentativas de acesso aos aplicativos de mensagens”. escreveu. “Peço atenção sobre eventual mensagem ou ligação telefônica recebida nesse dia e que seja atribuída ao meu número de contato”.