O presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia foi recebido pelo ministro da Economia Paulo Guedes e defendeu uma agenda para aumentar o investimento do setor privado no país. O deputado disse que o país precisa melhorar a qualidade do investimento público, com pautas como a desindexação do orçamento, a independência do Banco Central e os novos marcos regulatórios. Depois de passarem pelo menos dois meses sem se falar, Maia e Guedes se encontraram por duas vezes nesta semana: a primeira ocorreu na terça-feira, quando foi entregue a primeira parte da reforma tributária, pelo governo. Agora, os encontros entre os dois voltarão a ser periódicos.

Segundo o presidente da Câmara, a reunião desta quinta-feira foi para aparar as arestas. A divergência mais recente entre os dois gira em torno da recriação de um imposto análogo à CPMF, proposta já defendida por Paulo Guedes que pode vir em uma fase futura da reforma tributária. Questionado sobre isso, Rodrigo Maia preferiu deixar o debate para depois.

*Com informações do repórter Levy Guimarães