Brasil

Covid-19: Com 48 mortes nas últimas 24h, Espanha segue relaxando medidas restritivas

O Ministério da Saúde da Espanha divulgou, neste sábado, que o número de mortes nas últimas 24 horas no país em decorrência da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, foi de 48, voltando a ter registro de menos de 50 em um dia, como aconteceu em quase toda a semana.

Com a quantidade contabilizada hoje, o total de óbitos chegou a 28.676.

Dos falecimentos registrados neste sábado, a região de Madri foi a que mais teve mortes, 12, junto com a da Andaluzia. Logo depois, veio a da Catalunha, com sete.

Segundo os dados oficiais, foram 361 novas infecções, diagnosticadas a partir de 235 mil testes.

“Estamos a um passo da vitória, mas seguimos em estado de emergência, porque o vírus não desapareceu. Segue a perseguição e temos que manter sob controle. É imprescindível que não relaxemos”, disse o presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez.

O líder do Executivo apontou que a curva de contágios do novo coronavírus está em redução na Espanha, mas cobrou que é preciso manter a extrema prudência e responsabilidade da população.

Atualmente, segundo as informações oficiais, a taxa de contágio atual no país é de 0,2%, ou seja, um grupo de dez pessoas, em média, infecta outras duas. Em 14 de março, por exemplo, o índice era de 35%.

Hoje, Sánchez, afirmou que o país abrirá as fronteiras para turistas estrangeiros a partir de julho, medida que afetará milhões de visitantes, sobretudo procedentes de Alemanha, França e Grã Bretanha.

De acordo com o chefe de governo, o turismo representa um “papel fundamental” para a economia e a geração e empregos na Espanha, que em 2019, recebeu 83,7 milhões de turistas. O país é segundo no mundo em número de visitantes estrangeiros.

Além disso, Sánchez anunciou neste sábado que a primeira e a segunda divisões do Campeonato Espanhol poderão ser retomadas a partir de 8 de junho, também com garantias de segurança totais.

*Com Agência EFE

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *