O ator Johnny Depp anunciou nesta sexta-feira, 6, pelo Instagram que não faz mais parte da franquia “Animais Fantásticos”. Ele deixa de interpretar o mago das trevas Gellert Grindelwald após um pedido da Warner Bros., estúdio responsável pela saga derivada de “Harry Potter”. Na postagem, ele explicou que sentiu a necessidade de fazer um pronunciamento e agradeceu o apoio dos fãs.

“Gostaria de deixar que fui solicitado pela Warner Bros. que eu deixasse o papel de Grindelwald em Animais Fantásticos, e eu respeitei a decisão e aceitei”, escreveu Johnny Depp. O artista também demonstrou gratidão “a todos que deram apoio e foram leais” a ele. “Fiquei honrado e comovido com todas as mensagens de amor e preocupação, especialmente nos últimos dias”, acrescentou.

A saída de Johnny Depp de “Animais Fantásticos” aconteceu dias depois de ele perder o processo que abriu contra o tabloide The Sun por difamação – devido a uma reportagem publicada em 2018 na qual foi chamado de “espancador de mulheres”. O ator confirmou que vai recorrer da decisão. “O julgamento surreal do tribunal do Reino Unido não mudará minha luta para dizer a verdade e confirmo que pretendo apelar. Minha decisão continua forte e pretendo provar que as acusações contra mim são falsas. Minha vida e carreira não serão definidas neste momento”, declarou o artista.

A escalação de Johnny Depp para participar da franquia inspirada nos livros de JK Rowling foi polêmica desde o início devido às acusações de violência doméstica contra sua ex-mulher, Amber Herd. O primeiro filme, “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, foi lançando em 2016, e o segundo, “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald”, em 2018, e em ambos a Warner Bros. e autora defenderam a permanência do astro na franquia.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Johnny Depp (@johnnydepp) em 6 de Nov, 2020 às 8:15 PST