Filha mais nova do cantor Belo, Isadora Alkimin Vieira, de 21 anos, foi presa em uma ação da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) com mais 11 mulheres no Rio de Janeiro. A jovem é acusada de estar envolvida em uma quadrilha que aplica golpes por meio eletrônico e está ligada a umas das maiores facções criminosas do estado. “Tô muito surpreso e arrasado com tudo isso. Eu não sabia de absolutamente nada, falei com ela semana passada por telefone e ainda perguntei de tudo, da faculdade e tal. Dei sempre todo suporte como pai, pensão, faculdade, educação e amor. Me sinto muito triste e quero ser respeitado nesse momento”, declarou o cantor em nota enviada à Jovem Pan.

Com os golpes, a quadrilha chega a arrecadar por mês de R$ 600 mil a R$ 1 milhão. Segundo divulgado pelo jornal O Globo, a filha de Belo, que é estudante de odontologia, e as outras mulheres presas induziam as vítimas a passarem os dados bancários e a entregarem cartões para motoboys que também participavam do esquema criminoso. A prisão aconteceu na manhã de quarta-feira, 12, em flagrante e Isadora estava com um iPhone e um notebook que foram apreendidos pela polícia. Ela deve responder na Justiça pelo crime. O cantor Belo segue em isolamento, pois foi diagnosticado há cerca de uma semana e meia com Covid-19. A assessoria de imprensa do cantor informou a Jovem Pan que ele se recupera bem e já tem um show marcado no Rio de Janeiro no próximo dia 19 de novembro.