Morreu na noite do último domingo, 15, Ernestina Soares, mãe da repórter e dançarina Adriana Bombom, aos 75 anos. “Depois de apresentar os primeiros sintomas de Covid-19, ela foi internada primeiramente num ambulatório convencional em Paty do Alferes, interior do Rio de Janeiro, mas foi transferida logo em seguida para uma UTI no Hospital Universitário de Vassouras em razão de dificuldades respiratórias graves”, explicou a assessoria de imprensa da artista a Jovem Pan. Ernestina entrou na UTI no dia 2 de novembro e, após cerca de duas semanas, acabou não resistindo.

Adriana Bombom, que está se preparando para viajar até Vassouras, se manifestou nas redes sociais: “Mãezinha! Você foi uma mulher de muita fibra, fé e honestidade e mesmo diante das suas dificuldades me deu tudo o que podia para que eu pudesse ter uma vida digna. Tive a sorte de poder ter vivido tantos momentos bons com você nestes últimos tempos! Só que agora você partiu e foi muito antes do que se podia esperar! Mas sua missão neste mundo não acabou, pois estou certa de que quem te conheceu pode absorver pelo menos um pouquinho dos exemplos e da dedicação e amor que você sempre transmitiu! Vá em paz, aos braços de Deus! Te amo e sempre amarei”.