A cantora Lady Gaga, que tem se mostrado cada vez mais engajada nas questões políticas dos Estados Unidos, usou o Twitter na madrugada desta sexta-feira, 8, para pedir o impeachment de Donald Trump em seus últimos dias no posto de presidente do país. A artista falou sobre a invasão do Capitólio dos Estados Unidos, que deixou mortos e virou assunto mundial. Trump é acusado de incitar seus apoiadores a organizar o ato que a artista classificou como “terrorismo”. “Espero que nos concentremos no impeachment de Trump para que o Congresso tenha autoridade constitucional para possivelmente desqualificá-lo de futuras eleições – a emenda #25 não o desqualifica. Ele incitou o terror doméstico. Quanta violência mais precisa acontecer? Isso é terrorismo”, escreveu a cantora no Twitter.

A 25ª Emenda à Constituição citada pela protagonista de “Nasce Uma Estrela” foi uma alternativa que começou a ser discutida nos Estados Unidos para tirar Trump do poder antes do dia 20 de janeiro, data em que o presidente eleito Joe Biden assume seu posto. O intuito é evitar que haja mais tensão no país nos próximos dias. A questão é que essa medida permite a remoção do presidente por ele não estar apto a “desempenhar os poderes e deveres de seu cargo”, mas isso não o impede de se candidatar a cargos públicos futuramente. Por outro lado, se Trump sofrer o impeachment, ele terá sua carreira na política encerrada.