A sociedade foi pega de surpresa a nível mundial com a pandemia do novo coronavírus vendo um número gigantesco de mortes e a necessidade de investir na biomedicina e quase que totalmente na área da saúde, foi um momento muito tenso para a economia e empresários, muitos que tiveram que recorrer ao governo com empréstimos e negociações para evitar falência ou a diminuição de funcionários, mesmo que estes não pudessem trabalhar e muita mão de obra e clientela fosse perdida.

A dúvida que envolve a duração da crise dá contornos mais obscuros ao momento, há um obstáculo para a precificação do mercado e a economia que ainda não dá sinais de ver seus índices normalizados apesar dos juros mais baixos do que nunca, no mundo inteiro,ainda que isso reflita na alta do dólar. 

Ao mesmo tempo, o mercado financeiro tem uma dinâmica própria em que profissionais responsáveis não devem se precipitar e a análise dos fatos deve ser realizada com muito cálculo, uma equipe especializada, frieza e precisão. Examinar o momento econômico prévio à crise e também outros episódios de recessão na história da humanidade, analisando qual foi a curva e a saída em épocas passadas. É importante ter em mente que o momento é passageiro e não será eterno, como diz o fundador da DTVM, Edson Hydalgo que se tornou empresário de sucesso durante a crise de 2008 e está até hoje solucionando finanças de aprendizes de financeiros

 “…acredito que a demanda por juros baixo veio para ficar e este movimento deve voltar com o fim da crise”. foi o que Hydalgo Junior citou quando perguntado sobre o futuro da economia nacional.

A crise já é uma realidade e exemplos históricos auxiliam a guiar os mais incomodados que visam uma ação, ainda mais quando vão se formando contornos mais dramáticos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui